terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O povo é quem mais ordena

Sábado próximo, as ruas de Portugal e arredores voltarão a transbordar, de rios de gente aspirando a um país melhor, mais justo e solidário. O convite vem dum novo movimento social em que muitos se revêem e que já deixou marca. Fica aqui a parte inicial do convite:
Um grupo de pessoas convoca um processo de mobilização e manifestação contra a troika e a austeridade para o próximo dia 2 de Março.
Em Setembro, Outubro e Novembro [de 2012] enchemos as ruas mostrando claramente que o povo está contra as medidas austeritárias e destruidoras impostas pelo governo e seus aliados do Fundo Monetário Internacional, da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu – a troika.
 Derrotadas as alterações à TSU, logo apareceram novas medidas ainda mais gravosas. O OE para 2013 e as novas propostas do FMI, congeminadas com o governo, disparam certeiramente contra os direitos do trabalho, contra os serviços públicos, contra a escola pública e o Serviço Nacional de Saúde, contra a Cultura, contra tudo o que é nosso por direito, e acertam no coração de cada um e cada uma de nós. Por todo o lado, crescem o desemprego e a precariedade, a emigração, as privatizações selvagens, a venda a saldo de empresas públicas, enquanto se reduz o custo do trabalho.

 Não aguentamos mais o roubo e a agressão (continuar a ler).
Haverá desfiles em dezenas de cidades portuguesas, e ainda em cidades europeias (Barcelona, Paris, Londres) e americanas, como Boston. Mais informações e textos de subscritores da iniciativa no site oficial do movimento.