quarta-feira, 29 de maio de 2013

O erro crasso português: défice de investimento no território e no conhecimento

Entrámos na União Europeia e perdemos uma boa oportunidade para acelerar opções certas. Agora, mais do que lamentar, devíamos corrigir rota. Que está muito para além de austeritarismos. Quem o diz é o reitor António Sampaio da Nóvoa, numa recente entrevista marcante.
Alguns dos temas mais relevantes são:
- o papel da universidade para Portugal pensar o seu futuro;
- combate ao produtivismo académico e mercantilização das universidades;
- a dimensão profissionalizante da universidade;
- a necessidade de diferenciar os papéis da universidade e do centro de formação profissional.
Ver excertos desses temas neste post de António Figueiredo.
É um bom aperitivo para a sua intervenção de amanhã, no encontro «Libertar Portugal da Austeridade» (Aula Magna da Universidade de Lisboa, 21h30), que assinala os 2 anos da intervenção externa em Portugal. Intervirão ainda Mário Soares, Rosário Gama (Apre!), Ramos Preto (PS), João Ferreira (PCP) e Cecília Honório (BE).

1 comments:

Margarida Rodrigues disse...

Aprecio muito o seu blog. Todos os dias tenho visitado o mesmo e delicio-me com os seus posts. Espero que continue com o bom trabalho.

Cumprimentos

Margarida Rodrigues Fonseca Dias
http://www.europeanemaildatabases.com