segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Até sempre e bom 2014!


Este blogue teve o seu tempo. Foi um blogue interventivo, à esquerda, de opinião e debate de ideias. Em vários momentos inovou, muito devido a alguma ousadia, ao espírito de convergência, ao humor e a uma forte preocupação em fundamentar argumentos, o que nem sempre sucede no espaço público. Por isso, pela intensidade e qualidade do trabalho da equipa, foi elogiado por outra parte da blogosfera e considerado seu interlocutor, tanto à esquerda como à direita, o que é o reconhecimento mais gratificante (e justo) para quem anda ou andou nestas lides. Resultou da confluência de bloggers vindos de muitos outros blogues, uns pessoais outros colectivos. Era um blogue tão aberto e que sentia tanto a urgência do debate de ideias que a certa altura chegou a debates dilacerantes que levaram alguns a afastar-se. Entretanto, com os compromissos profissionais e pessoais da maioria, o blogue perdeu o sentido para que fora criado. Não vem mal ao mundo por isso. Outros blogues e fóruns se sobrepuseram e aí estão a dar cartas, perdão, posts. É assim mesmo. A preocupação cívica e participativa que animou este espaço continua presente em muitos dos seus colaboradores, alguns estão agora noutros blogues, em movimentos cívicos e/ou políticos, em carreiras especializadas que envolvem debate de políticas públicas, etc. O que significa que as preocupações de outrora se mantêm: um mundo melhor, mais justo, aberto e fraterno.

Há algum tempo que estava para escrever este texto, como justificação mínima aos leitores pela paragem do Peão. Nada foi combinado entre os bloggers que ainda aqui escreviam, cada vez mais espaçadamente. Houve intenções de renovação mas que barraram nos compromissos profissionais, familiares e/ou na falta de disponibilidade pessoal. Contudo, creio que vou ao encontro do entendimento de todos ao dar esta explicação. Vamo-nos encontrando por aí. Quem quiser, pode dizer na caixa de comentários por onde anda. Então, bons debates! E bom 2014!!!

PS: e porque o Peão sempre fez questão de apostar no humor, deixo-vos com uma citação relativa à presente quadra da autoria de um antigo Presidente da República, conhecido pelas suas intervenções charadísticas e cujo espírito conformista infelizmente faz lembrar o de outro ocupante do cargo…

Citação antológica de passagem de ano do PR Américo Tomás, 1.º discurso do 2.º mandato:
Decorreu célere, como os que o precederam, o ano que acabou de sumir-se na voragem do tempo. Outro o substituiu, para uma vida igualmente efémera. Nesta mutação constante, afigura-se haver agora um fenómeno de visível incongruência, pois, quando tudo se processa a ritmo que se acelera constantemente, pareceria lógico que de tal circunstância resultasse um aparente alongamento no tempo e não precisamente o inverso
in Segundo mandato na chefia do Estado – Mensagens e alguns discursos do senhor almirante Américo Thomaz
(Lisboa, Sec.ª de Estado da Informação e Turismo, 1972, p. 17)

3 comments:

jrd disse...

Como diria esse inefável Thomaz:
«É a primeira vez que aqui estou desde a última em que cá estive».

Que o ano de 2014 traga «bons tempos hein?!»

Daniel Melo disse...

Obrigado, jrd, pela atenção e votos.

Os seus comentários bem humorados são uma das preciosidades de que terei mais saudades. É um especialista nessa arte!

Para atenuar essa falta, pois comentário é diferente de post, continuarei passando pelo seu blogue.
A ironia é como as bebidas, para todos os gostos.

Um excelente ano novo para si!

Zèd disse...

Bom Ano Daniel, Bom Ano a todos os peões, e demais transeuntes.

Obrigado Daniel, por teres a delicadeza de fechar a porta.

Foi bonita a festa pá, fico contente.