quinta-feira, 3 de junho de 2010

Do totalitarismo do orgasmo, por quem sabe destas coisas (ou a pátria em perigo, acudam!)

A democracia está a passar por um momento muito perigoso.

Esta lei não surgiu do nada. Ela constitui apenas o mais recente passo de uma vasta campanha de promoção do erotismo, promiscuidade e depravação a que se tem assistido nos últimos anos. Por detrás de leis como o aborto, divórcio, procriação artificial, educação sexual e outras está o totalitarismo do orgasmo. Parece que o deboche agora se chama "modernidade". Mas se um dia, em vez de uma maioria porcalhona, tivermos um parlamento nihilista, espírita, xenófobo ou iberista, o que salva a identidade nacional?

4 comments:

jrd disse...

A função do orgasmo nos neurónios deste NeoTorquemada só será sublimada na fogueira.

daniel disse...

Será? acho que sabemos muito bem o que a sociedade tende a formar perante tal assunto! mas por que no momento que a tal seja complexada, podemos estender nossos horizontes e nos desgrudar desse cordão umbilical q nos faz mal!?

Daniel Melo disse...

jrd, esperemos que a boa imagem de antanho da corporação dos bombeiros voluntários o inibe da tentação pirómana em época quente...

Daniel Melo disse...

caro homónimo Daniel, não sei se deu para entender que o meu post era em tom irónico ;)