quarta-feira, 9 de julho de 2008

Não ficam a pensar

que quando o calor chega e Lisboa se transforma num cenário de uma esbranquiçada aridez, e a ponte entope, e no Guincho sopra o vento, e em Sintra a neblina cai que seria mesmo bom haver uma grande piscina em Lisboa? Com relva, árvores e famílias, gelados e batatas fritas.
Na minha infância era a piscina do Parque de Campismo de Monsanto que cumpria, e bem, essa função, mas acabou por entrar em definitiva decadência, assim como as piscinas do Campo Grande e dos Olivais.
E Lisboa secou com elas.
Imagem: Liu Hong Wei (1965-) - Swimming Pool, 2006.

6 comments:

Paula Tomé disse...

Que imagem tão bonita e apropriada que arranjaste para ilustrar tão refrescante desejo!

Daniel Melo disse...

Mas não, ainda não chegámos ao deserto: existe uma piscina dentro da cidade que preenche a maioria dos teus requisitos!
É a piscina do Clube Nacional de Natação, na R. de São Bento, que tem árvores, famílias, gelados, espreguiçadeiras, balneários e restaurante com grelhados e bejecas!! E muito espaço.
E esta hein?

Sofia Rodrigues disse...

Paula, um bom link para mais obras de Liu Hong Wei, que pertence a nova vaga sensação de artistas chineses é: http://www.galeriedumonde.com/artist/originalPrints/LiuHongWei/page1/
Daniel, muito obrigada pela sugestão. Lá irei investigar, depois escrevo as impressões, de certeza boas ;-)

Paula Tomé disse...

Obrigada Carla, desconhecia o artista e a vaga. Gostei muito do site.

fili disse...

são bento é fixe mas pequena... e muito cheia... eu gostava de ir à piscina com vocês.

Anónimo disse...

Fico a pensar sim senhor. Bora fazer uma peticão ;) . aqui em S. Bento há uma. Qualquer dia vou lá e depois digo se vale a pena.
beijinhos Carla
Ana