quinta-feira, 13 de maio de 2010

A União Europeia numa encruzilhada

Por fim, a UE aprovou um fundo de estabilização de 750 mil milhões de euros passível de ser utilizado pelos países da União em dificuldades financeiras, o que é uma medida história de aprofundamento da integração europeia. Todavia, de par foi imposto um controlo mais rigoroso dos planos de estabilidade e crescimento de cada Estado-membro, «em particular antecipando e agravando as medidas mais recessivas nos países com maiores dificuldades financeiras». Ora, tal redundará no «mergulho da Eurozona em nova e mais profunda recessão. E como nenhum dos seus membros pode conduzir sozinho o relançamento da sua economia, o que é que nos espera?». Esta é a interrogação de Jorge Bateira, que responde aqui com 3 cenários possíveis. A ler com atenção.