segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Eis um tema a debater, se quisermos eficiência na despesa pública

Porque não é só de poupança que se trata, mas da aplicação racional dos fundos públicos e do tipo de prioridades que apoiamos. Para evitar que o TGV (ou parte dele) e outras apostas oficiais (ou a sua forma: p.e., a actual Parque Escolar) sejam mais um buraco negro (ou «elefante branco»), seria bom que fosse tudo bem discutido.