quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Na era pré-télélé, ou quando nada parecia inverosímil

Estou agora a ver um filme antigo made in Hollywood, o 48 hours, e estou a divertir-me, pelo cómico voluntário... e pelo involuntário. O involuntário é o seguinte: o descuido habitual em filmes de acção, com ladrões a escapulir-se airosamente quando estavam debaixo das barbas da autoridade, e a reaparecer quando menos se espera... E, detalhe dos detalhes, um dos polícias protagonistas a telefonar para o outro, que está numa discoteca e atende de imediato o telefone... duma cabine telefónica...

Ó meuze amigoze! Então, o tipo tinha deixado um recado sem hora marcada, e estava logo ali à mão de semear, à espera da chamada num telefone de cabine telefónica em plena discoteca?!