terça-feira, 1 de abril de 2008

E como a maré é bíblica

A notícia que nos claustros da Sé Velha de Coimbra vai surgir um pequeno jardim bíblico. O projecto será feito em colaboração com a Universidade.
E o livro A Bíblia contada pelos sabores, editado pela Assírio & Alvim. Com um interessante prefácio de José Tolentino Mendonça, as receitas são apresentadas por Albano Lourenço, Chef na Quinta das Lágrimas (mesmo perto do jardim bíblico).
Só duas receitas, para não nos cair nenhum meteorito em cima:
Cabra em vinho e mel (Antigo Testamento)
1, 2 kg de cabra; 5 folhas de louro; 3 cebolas; 1 cabeça de alho; sal q.b.; 2 litros de vinho tinto; 4 colheres de sopa de mel; azeite q.b.; salsa q.b.
Corte a cabra em pedaços e marine os restantes ingredientes durante pelo menos 2 horas. Leve a lume brando até cozinhar completamente, o que pode levar algumas horas. Sirva com caldo.
Figos com queijo e azeite (Antigo Testamento)
500 g de figos frescos; 360 g de queijo de cabra; 240 g de melão; azeite q.b.; grãos de mostarda q.b.; 12 folhas, ramos de levístico
Corte os figos em gomos. Corte fatias de melão muito finas e disponha-as em forma de rosas. Corte o queijo de cabra em rodelas. Salteie a mostarda em grão sem gordura, numa frigideira quente. Componha o prato e decore com levístico.

3 comments:

Manolo Piriz disse...

estamos demasiadamente presos às coisas da carne. não podemos esquecer das coisas do espírito: uma boa aguardente (no copo) equilibra o paladar e combina perfeitamente com o mel e uva da cabra. tim-tim.

Zèd disse...

A Bíblia é de facto Sagrada!

Onde é que se arranja levístico?

Sofia Rodrigues disse...

Acho que o levístico só com uma foicinha nos Montes Golan :-)