sexta-feira, 24 de abril de 2009

Entre a cruz e a suástica

hist0301 Um padre italiano chocou a seus fiéis ao recebê-los na entrada da igreja com uma pulseira com o símbolo da cruz suástica nazista. E ainda disse que é de extrema-direita e “muito orgulhoso em sê-lo”, que se “sente porta-voz das Brigadas Negras e dos jovens combatentes da fascista República de Saló. O partido da Refundação Comunista considerou o ato totalmente inadmissível e solicitou para que ele fosse expulso da Igreja católica. Mais.