quinta-feira, 23 de abril de 2009

No reino do Simplex

O governo português vai cobrar uma multa de 150€ aos reformados que não entregaram uma declaração fiscal. Estes reformados ganham em média 490€ mensais e, além desta medida ser nova, foi pouco publicitada. Ademais, muito deles têm dificuldades acrescidas no preenchimento de papelada deste tipo (situação por cá agravada graças ao jargão técnico e à complexidade dos formulários, já para não falar do calvário das filas de espera). O Estado exige um documento que sabe de antemão não ter qualquer efeito prático, pois os rendimentos em causa não permitirão cobrar imposto.

No debate parlamentar de ontem, o premiê confirmou que não perdoará a multa. Como bem referiu então o dirigente do BE, Francisco Louçã: «Quem pagou a essas pessoas foi o Estado. E agora o Estado vai cobrar-lhes 150 euros porque elas não disseram ao Estado aquilo que o Estado sabe que lhes pagou».

Este é o governo que diz que anda a simplificar a vida aos cidadãos, com o Simplex e outras maravilhas com nomes modernaços. Bem-vindos ao reino da burocracia recauchutada.