sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Solidariedade com a população da Birmânia

Na primeira página dos principais jornais da manhã: a repressão policial (com disparos contra os manifestantes e espancamentos brutais) sobre milhares de civis que se manifestavam pacificamente em Rangum, apoiando a oposição dos monges budistas à ditadura militar, que se mantém no poder na Birmânia há cerca de 20 anos.
Não podemos dizer que não sabemos!

3 comments:

Zèd disse...

Quando são os monges budistas que lideram os protestos e a repressão é brutal, com fogo real sobre os manifestantes, só podemos estar perante uma das mais repressivas e violentas ditaduras do mundo actual. Seguem-se prisões em massa e provavelmente o total isolamento informativo do mundo exterior. Nem sei se vamos conseguir acompanhar o desenrolar dos acontecimentos.

Cláudia Castelo disse...

Zèd, o isolamento informativo está em marcha.
Como noticia o Expresso on-line, o acesso à Internet foi cortado na Birmânia, o que compromete a divulgação de imagens da repressão. Para os birmaneses é cada vez mais difícil dar a conhecer ao mundo o que se passa no interior do país.

Carreira disse...

Penso que se a comunidade internacional se mantiver de braços cruzados, o banho de sangue será inevitável.