sexta-feira, 5 de junho de 2009

O descarrilamento do Simplex

Pois, pois, a desburocratização é uma coisa muito bonita, etc. e tal. Já todos o sabemos. Enfim, exceptuando uns quantos acólitos, também sabemos que o nome de guerra que lhe deram por terras portuguesas, Simplex, nem sempre é tão simples assim.

Vejamos este caso revelado pelo jornalista Carlos Cipriano: a viagem de comboio Lisboa-Madrid é 60% mais cara na CP do que na congénere espanhola Renfe, e, ainda por cima, só esta possibilita a compra via Internet! É de pasmar! A viagem ibérica já de si é cansativa, de tão demorada. Só nos faltava era porem preços tão altos que nem concorrem com o avião. O comboio Talgo Lusitânia Hotel merecia outra atitude. Mas a coisa não se fica por aqui: o apagão internético ocorre também nas restantes viagens da CP para Europa, Sud Express incluído... Eh pá, e que tal ligar a malta lusa a essa rede europeia do Hermes para desbloquear a coisa? Era capaz de não ser má ideia, até porque já foi anunciada há mais dum ano por um exmo. administrador da CP... Sobretudo para quem se diz «nós, europeus», é capaz de não bater a bota com a perdigota...

É caso para dizer: com atitudes destas, quem descarrila é o Simplex. E o dinheirex, ambientex e tempex dos tugas...