domingo, 24 de fevereiro de 2008

Annuntio vobis gaudium magnum: habemus presidente

Como o previsto, o general de exército, Raúl Castro, foi “eleito” pela Assembléia Nacional do Poder Popular presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros. Ou seja: é o novo (pero no mucho) Big Boss dos cubanos. Não me acostumo (e jamais me acostumarei) com esta idéia bizarra de que um conclave de 614 iluminados possam decidir por quase 11 milhões.

5 comments:

xatoo disse...

não se conforma com essa "idéia bizarra de que um conclave de 614 iluminados possam decidir por quase 11 milhões"? (fala-se de um Parlamento eleito)
pois é exactamente com essa ideia que vão ter de se conformar quase todos os cidadãos europeus, e são bastante mais, no que respeita à ratificação do Tratado Europeu.
Dois pesos e duas medidas: para uns o sistema de representação parlamentar serve, para outros não.
x

abrasivo disse...

É de facto bizarro. Mas cá a proporção é muito menor. Não a eleger o PR, mas a decidir.
O número é uma falsa questão. O problema está no exercício do poder. Lá, como cá e em toda a parte. Claro, que há diferenças. Nada de confusões.
Também há figurinhas, figuras e figurões.

Manolo Piriz disse...

xatoo, como a tentativa de referendar a Constituição Européia deu com os burros n’água, o Tratado, da forma como foi conduzido, se tornou uma saída golpista velada. com o que também não me conformo.

---------

abrasivo, a escolha indireta e, principalmente, com cartas marcadas de um PR também me parece uma a falsa ilusão de que se vive num Estado de Direito. aliás, quando um poder é subalterno ao outro, de fato o número é o menos importante.

Anónimo disse...

Sr. Manolo Piriz. Deixo aqui o meu protesto por usares símbolos litúrgicos da Santa Sé para escreveres sobre um país orientado ao ateísmo. Essa analogia é ofensiva e descabida.

Alipio Fernandes

Manolo Piriz disse...

Caro sr. Alípio,

Não quis de forma alguma ofender a quem quer que seja ou desrespeitar qualquer símbolo religioso. Só acho que não percebeste o espírito da coisa.