segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

O desespero bate à porta de Clinton. E o jogo-sujo entra na campanha.

Uma foto de Obama tirada em 2006, durante uma viagem ao Quênia, ameaça levantar discussões sobre suas supostas raízes muçulmanas (sim, e daí?). Na imagem, o democrata usa roupas de um ancião somali. A foto, que segundo o sítio Drudge Report foi divulgada por colaboradores de Hillary Clinton, somada ao anúncio de apoio do líder muçulmano, Louis Farrakhan, à candidatura de Obama podem fortalecer aqueles que acusam o democrata e a mulher, Michelle, de não serem suficientemente patrióticos. O anúncio acontece dias antes das primárias no Texas, um dos estados americanos mais conservadores. Em outras eleições, fotografias fizeram grandes estragos nas campanhas de candidatos à Casa Branca. É o caso, por exemplo, do democrata Gary Hart que, em 1988, foi visto com a amante sentada em seu colo e o seu rival Michael Dukakis fotografado posando em um tanque de guerra. Este é o jogo-sujo de quem sabe que já não tem muito a perder.

3 comments:

Zèd disse...

Shame on you, Hillary!

Manolo Piriz disse...

Zèd,

a lady Clinton nunca teve vergonha na cara e não será agora que terá. quer vencer a qualquer custo. mesmo que usando terrorismo como arma de campanha.

Fernando Vasconcelos disse...

Não se esqueçam que em democracia cada um tem os dirigentes que merece. Se os americanos persistirem em se deixar manobrar dessa forma terão sempre presidentes de pacotilha e provavelmente cada vez piores ...