segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Kosovo tem o direito à autodeterminação. E cada qual que cuide de si.

Finalmente, a União Européia chegou a uma posição comum sobre a declaração de independência do Kosovo. Agora cada país-membro decidirá se reconhece ou não a independência proclamada unilateralmente (pasmem! como se houvesse outra forma de se declarar independência). Que paises como a Espanha, Bélgica, Romênia e Rússia, entre outros, temam por uma onda separatista no continente é uma possibilidade até que real, mas isto não lhes dá o direito de negarem aos kosovares o que é fundamental e inerente ao ser humano: o direito à autodeterminação. E também que cada qual cuide de seu quintal.

Nb.: Na foto da AFP, a nova bandeira do Kosovo independente.

2 comments:

Sofia Rodrigues disse...

Manolo, cada vez que surge mais um país, autodeterminado ou não, eu só posso sentir tristeza...

Manolo Piriz disse...

Oi, Sofia.

Quando a intolerância chega ao limite do ódio, o melhor é que cada qual siga o seu caminho. Qualquer conciliação neste sentido só deixará latente uma bomba pronta a explodir a qualquer momento. É triste tudo isto.