sexta-feira, 13 de março de 2009

Magalhães, um presente de grego de Sócrates aos cabo-verdianos

GoRRo (o Magalhofa) José Sócrates chegou ontem às ilhas cabo-verdianas e levou na bagagem 12.000 Magalhães, que serão distribuídos aos alunos do ensino básico. Segundo a ministra da Educação de Cabo Verde, Vera Duarte, a oferta do governo português enquadra-se num programa denominado "Mundo Novo", que as autoridades locais pretendem ver concretizado e que consiste na distribuição de 150.000 computadores a todos os níveis de ensino. Até aí tudo bem. Só não entendo como começar um "mundo novo" com um computador caduco de segunda geração - uma vez que a terceira deverá ser lançada mais adiante (Terceira? Quem diria, hein!?) - e que “fala” uma língua muito estranha, que não é nem o português, nem o crioulo. É ou não é isso um presente de grego, pá? Com a palavra, Pinócrates.

Ilustração: GoRRo