quarta-feira, 18 de março de 2009

Quem um dia foi por Franco não pode ser pela vida

A Igreja católica espanhola lançou uma campanha publicitária contra o aborto onde denuncia que o lince-ibérico está mais protegido do que os embriões humanos. A campanha é uma forte reação à proposta do governo espanhol em despenalizar a livre interrupção da gravidez até as 14 semanas. É incrível. Mas essa Igreja que hoje fala em “ser pela vida” é a mesma Igreja que um dia determinou aos padres e bispos que benzessem os canhões detonados contra um governo republicano legítimo. A Guerra Civil espanhola fez quase 1.000.000 de cadáveres. Franco fuzilou todos os prisioneiros e se tornou assim o “Caudillo de España por la Gracia de Dios”.