quinta-feira, 7 de maio de 2009

Blogofrase da semana

Jardim Gonçalves, fundador e ex-presidente do BCP- Banco Comercial Português

7 comments:

jrd disse...

De facto causa impressão, a remuneração e o desplante.

Daniel Melo disse...

Já agora, jrd, se sabe, bem podia informar-nos. Vem a propósito: é que nem na notícia se fica a saber. Ai, estes pruridos com o dinheiro por cá...

Eu, o que sei, é de políticos (leia-se centrão) que se transferiram para o privado (sobretudo, banca), informação que veio no 5 dias:

Fernando Nogueira:
Antes -Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Agora - Presidente do BCP Angola

José de Oliveira e Costa:
Antes -Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
Agora -Presidente do Banco Português de Negócios (BPN)

Rui Machete:
Antes - Ministro dos Assuntos Sociais
Agora - Presidente do Conselho Superior do BPN; Presidente do Conselho Executivo da FLAD

Armando Vara:
Antes - Ministro adjunto do Primeiro Ministro
Agora - Vice-Presidente do BCP

Paulo Teixeira Pinto:
Antes - Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
Agora - Presidente do BCP (Ex. - Depois de 3 anos de ‘trabalho’, Saiu com 10 milhões de indemnização!!! e mais 35.000€ x 15 meses por ano até morrer…)

António Vitorino:
Antes -Ministro da Presidência e da Defesa
Agora -Vice-Presidente da PT Internacional; Presidente da Assembleia Geral do Santander Totta - (e ainda umas ‘patacas’ como comentador RTP)

Celeste Cardona:
Antes - Ministra da Justiça
Agora - Vogal do CA da CGD

José Silveira Godinho:
Antes - Secretário de Estado das Finanças
Agora - Administrador do BES

João de Deus Pinheiro:
Antes - Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Agora - Vogal do CA do Banco Privado Português.

Elias da Costa:
Antes - Secretário de Estado da Construção e Habitação -
Agora - Vogal do CA do BES

Ferreira do Amaral:
Antes - Ministro das Obras Públicas (que entregou todas as pontes a jusante de Vila Franca de Xira à Lusoponte)
Agora - Presidente da Lusoponte, com quem se tem de renegociar o contrato.

(in http://5dias.net/2009/05/05/exclusivo-5dias-com-dedicatoria-exclusiva-a-todos-os-jornalistas-que-retiram-daqui-noticias-sem-citar-a-sua-fonte/#comments).

Daniel Melo disse...

Também recebi, há uns tempos atrás, informação sobre os salários exaderados da cúpula do Banco de Portugal: fiquei a saber que o seu presidente, Vitor Constâncio, recebe mais do que o presidente do congénere norte-americano, o FED. É o máximo!!

Infelzimente, não guardei essa informação.

Ah, mas não é o único, também os gestores de empresas privadas com golden share (além doutros banqueiros de topo de privados) resolveram atribuir-se bónus descarados este ano, mesmo sabendo que estamos em crise...

Era a capa da revista Sábado da semana passada.

Anónimo disse...

Acho que vinha uma capa de revista com as remunerações dos banqueiros.
Os botões do JC são um mimo. A verdadeira «arte» está em «abotoar--se»

Zèd disse...

Eu acho a lógica do JG perfeitamente brilhante: As remunerações chorudas dos administradores em si mesmas não põem em causa a coesão social, apenas o facto de as tornar públicas. Genial.

jrd disse...

Meu caro Daniel, Você sabe mais do que eu.
Creio mesmo que só faltam os "próximos" a transitar...

Manolo Piriz disse...

Daniel, por cá em Pindorama acontece o mesmo. Como se vê, na política nada se cria, tudo se copia. Principalmente entre os mais corruptos.