sábado, 15 de março de 2008

Lembrem-me lá porque razão os EUA invadiram o Iraque...

Que no Iraque não havia armas de destruição em massa já a administração Bush reconheceu há muito tempo. Que não havia qualquer relação entre Saddam Hussein e a Al-Qaida também ninguém duvidava, mas agora é o próprio Pentágono quem o reconhece. Cinco anos, e centenas de milhares de mortos depois, ainda resta alguma das desculpas que Bush usou para invadir o Iraque?

4 comments:

lapa disse...

NÃO.

Fernando Vasconcelos disse...

Há muito que não restavam penso eu. A questão é como é que pode um país admitir que um presidente que ou mentiu ou foi estupidamente enganado (para não dizer coisas piores) se mantenha no cargo. Este é o tipo de coisas que me parece deveriam ser suficientes para uma destituição. Não vejo crime maior do que este.

Prof. Pardal disse...

A presenca americana no Iraque e e sempre foi motivada pelo controlo das reservas petroliferas do mesmo.
Uma vez que as razoes oficiais ja nao teem sustento, entre as quais se incluem o combate a celulas da Al-qaeda que supostamente recebiam apoio da Saddam, o debate nos USA gira agora a volta da retirada das tropas e como deve ser efectuada. Essa e uma questao importante em termos de eleicoes americanas.

Veigalo disse...

O interessante é que antes da invasão não existia essa relação, mas agora já não se pode dizer o mesmo. Ironia do destino?

Mas ao menos agora o Iraque é um país democrático! Ou não?