quarta-feira, 5 de março de 2008

Senhora Clinton vence superterça II. Mas...

Com a vitória de ontem, a sra. Clinton ganha sobrevida nas primárias norte-americanas. Porém, vai precisar vencer (e bem) as 12 últimas que faltam pra ser indicada pelos democratas. Será difícil? Sim. Mas não impossível. Da forma como o Partido Democrata distribuí os delegados (proporcionalmente ao percentual obtido por cada pré-candidato), a diferença entre ambos quase não se alterou. Obama ainda se mantém na frente, com 1.477 contra 1.391 de Hillary. John McCain também venceu e garantiu o apoio de 1.191 delegados necessários pra sua indicação pelos republicanos. Agora assiste a tudo de camarote.

Adendo:

Roman Polanski que me perdoe. Mas isto me cheira a uma dança de vampiro.

2 comments:

xatoo disse...

O sistema eleitoral gringo é mais perverso que aquilo que a maioria dos comentadores pensa; continua a descartar-se dos comentários a importância dos superdelegados, cujo voto vale mais que uma mão cheia de simples delegados juntos.
x

Manolo Piriz disse...

é verdade xatoo. os superdelegados têm um peso muito grande entre os democratas. digamos, por exemplo, que Obama chegue na convenção de agosto com mais votos às urnas e Hillary com mais delegados. os superdelegados podem decidir a favor da senadora. seria um absurdo? seria. mas um absurdo bem provável num pais que reluta em deixar a decisão pura e simplesmente nas mãos do povo. outra coisa: além de não representarem o voto popular, os superdelegados pode ser facilmente comprados com favores ou cargos no futuro governo. como se pode ver, a América não é tão livre como eles dizem.